Read More Read More

" />
Adaptação na creche sem mistérios!

Adaptação na creche sem mistérios!

Olá mamães, hoje vamos falar sobre um assunto que traz muita angústia: “Meu bebê vai pra creche, como vai ser? Ele vai se adaptar? Será que vão cuidar bem dele?”

Calma, seu bebê vai ficar bem!!! Toda família que opta por deixar a criança na creche tem seus motivos, e não vamos aqui discutí-los, isto é uma decisão que só cabe à família, mas não se sinta culpada por ter que deixar seu filho na creche, vai dar tudo certo! Vem comigo que eu vou falar sobre como seu filho vai encarar essa nova realidade.

Para começo de conversa, é preciso entender que cada criança tem suas particularidades, ela já entra na creche com sua história, seus costumes, sua educação familiar e até mesmo sua personalidade. Assim como os adultos, cada criança é única, e por isso mesmo não se pode afirmar que toda criança se adapta na creche da mesma forma.

Mas acredite, este momento é bem mais fácil para o seu filho do que para você. Por isso, sugiro que a família veja a situação de forma leve e natural. Crianças são curiosas e geralmente encaram bem as novidades. Ainda há aquelas que já possuem o costume de interagir e/ou conviver com outras crianças seja na pracinha, no momento de lazer ou em família, essas possivelmente vão se adaptar com mais facilidade ao ambiente escolar. O que não significa que não terão problemas, afinal, é um ambiente inicialmente desconhecido.

As creches, em geral, fazem o período de adaptação que normalmente dura cerca de 1 ou 2 semanas. Nesses dias, é muito importante que a mãe, ou alguém da família que seja bem próximo à criança, esteja presente. A criança precisa sentir-se segura nesse ambiente novo. O familiar deve ficar próximo nos primeiros dias e encorajar a criança mostrando a ela o novo espaço, o quanto é divertido, fazendo com que ela interaja com as pessoas e com as demais crianças da creche. Isso pode levar algum tempo e pode não ser tão simples, mas a persistência é imprescindível. É indicado que o adulto responsável diga à criança da melhor maneira possível que ela irá brincar, se divertir, aprender coisas novas, fazer novos amigos e que depois ela voltará pra casa. Assim, a criança não identifica a creche como abandono e separação da família.

É comum que as crianças se incomodem com os primeiros dias e as primeiras horas nesse novo ambiente. Muitas vezes vão chorar e fazer pirraça, essa não é a hora de você se desesperar, ao contrário, é a hora de acalmá-lo, mostrar segurança. Esses momentos podem se repetir por alguns dias seguidos, e, insistentemente, devemos manter o ritual de fazer com que a criança se sinta bem na creche.

A verdade é que a adaptação real dura muito mais do que uma semana, pois interfere bruscamente na rotina conhecida pela criança. Ela deixa de viver a maior parte do dia junto à família para passar muitas horas de convívio único em um lugar ainda desconhecido e com pessoas estranhas. Neste período, é fundamental que a criança vá à creche todos os dias com regularidade, até que ela esteja efetivamente adaptada, caso contrário a criança pode encarar com grande resistência. O importante é que, com o passar dos dias, junto à insistência da família, aos poucos, a criança vai se adaptando a esse novo mundo, às novas rotinas, e no final ela ganhará um universo de novas experiências e todos saem ganhando! E não se esqueçam: a persistência é fundamental!

Bianca Santiago

Pedagoga   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se quiser ler a carta pelo primeiro dia do meu filho, clique aqui.

Adaptação da mãe à creche, saiba aqui. 

Mordidas na creche: como lidar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook User Timeline

Close
homepage