Read More Read More

" />
TODA mãe precisa de um tempo para si

TODA mãe precisa de um tempo para si

A frase do título do texto “toda mãe precisa de uma tempo para si” é uma verdade, auto explicativa, para quem é mãe e sente as necessidades de ter um tempo para olhar para si mesmo. Além de mãe, somos mulheres, filhas, esposas, namoradas, amigas, temos profissão, gostamos de dançar, sair com as amigas, estar com as unhas feitas, ir ao cinema… a lista seria infinita!
Depois que nos tornamos mães, tudo muda, não é?! A gente não tem tempo nem de ir ao banheiro em paz, por 5 minutos sem companhia. Tudo bem, a gente supera essas coisas, aprende a fazer tudo rápido, a se virar nos 30. Mas a verdade é que vira e mexe sentimos falta da pessoa que éramos antes da maternidade: ter tempo de ler aquele livro, acompanhar as séries da TV, comer com calma uma comida quente. Um luxo só!
Sentimos na pele que os primeiros meses de vida do bebê é muita doação, principalmente por causa da amamentação e dos cuidados com ele que é tão frágil e precisa da presença da mãe. Mas os meses vão passando, seu bebê faz 1 ano, depois 2 anos. Eu senti que agora com 3 anos, meu filho ficou bem espertinho. Já se comunica, fala o que sente, quando tem fome, sede, quando quer ir ao banheiro, dormir, quando se machucou, então fica mais fácil dividir responsabilidades.
Acredito que o pai tenha um papel fundamental nesse processo. Mesmo que a mãe não consiga ter dias sozinhas para viajar, se tiver algumas horas de um final de semana, dormir até mais tarde em um sábado, encontrar as amigas a noite, tirar algum tempo para ir ao salão de beleza, tudo isso ajuda muito para que a mulher saia de dentro do mar que é a maternidade.
Muitas mulheres se sentem sufocadas e por isso a maternidade pode se tornar tão solitária e sofrida, porque ela não pode contar com ninguém. Ao contrário, se ela tem um pai pró ativo em casa e presente, além de uma rede de apoio, auxílio da mãe ou sogra, babá, tudo se torna menos cansativo e desgastante.
A gente precisa olhar um pouco para si, ter o auto cuidado e não se deixar de lado totalmente. Não podemos dar conta de tudo sozinhas, como a sociedade nos mostra em cenas de filmes e novelas. Não! Afinal, somos humanas, precisamos de descanso e um tempo para nós mesmas. Cada vez mais mães são diagnosticadas com a “Síndrome de Burnout”, que segundo Drauzio Varella Sua principal característica é o estado de tensão emocional e estresse crônicos provocado por condições de trabalho físicas, emocionais e psicológicas desgastantes”.
Por isso, eu te encorajo a fazer alguma coisa para si dentro desse mês! Planeje-se, converse com seu marido, alguma amiga, alguém de confiança que você sabe que vai conseguir relaxar e aproveitar a atividade que gostaria de fazer para você, sem envolver filhos, por algumas horas ou até quem sabe dias. Eu acabo de voltar de uma trilha que me desafiou, subi 2 mil metros e desci, em um dia. Trilha pesada, cheia de pedras e lamas. Passei por cachoeiras, vales, paisagens inspiradoras! Voltei exausta fisicamente mas a cabeça super feliz, cheia de ideias e com muito mais paciência, afinal, eu fiz algo que adoro e me auto cuidei por esse tempo próximo a natureza. Foi gratificante!
Com carinho,
Lilica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook User Timeline

Close
homepage