Read More Read More

" />
Animais de estimação em casa com crianças: sim ou não?

Animais de estimação em casa com crianças: sim ou não?

Seus filhos já te pediram um animalzinho de estimação de natal? Esse é o presente mais desejado pela maioria das crianças nesta ou em qualquer outra data, porém isto não deve ser a primeira opção ou a mais fácil de presente.

É importante lembrar sobre as responsabilidades que se geram ao ter e cuidar de um animal, por isso se vocês estão planejando fazer uma surpresa aos seus filhos, hoje a pergunta será: bichinhos de estimação em casa com crianças, sim ou não?
Sabemos que alguns animais podem se tornar o melhor amigo de nossos filhos, mas existem questões importantes que devemos considerar antes de ter um bichinho de estimação, como o fato de que, com crianças pequenas, os últimos responsáveis pelo animais são os pais. E que os bichinhos exigem muitos cuidados e responsabilidade.
Em troca, as crianças que crescem junto com um animalzinho obtêm benefícios físicos e emocionais. Costumam ser mais felizes e sociáveis, reduz o risco de obesidade, já que as crianças são mais ativas e menos sedentárias (afinal, por que a criança ficaria sentada diante da televisão, se ela poderia sair pra correr e brincar com o seu novo amiguinho?)

Os animais também ensinam às crianças a serem mais responsáveis. Mas, cuidado! Porque devemos dar-lhes responsabilidades adequadas a sua idade (pra que não pensem que os animais não geram obrigações ou cuidados). Por exemplo, não deixe que eles levem o cachorro pra passear pela rua sozinhos, mas podemos ensinar a alimentá-los, limpá-los…)

É importante considerar que nem todos os animais de estimação são adequados para casas com crianças, por exemplo:

  • Réptis, tartarugas ou anfíbios podem transmitir a salmonela.
  • Pássaros, pintos, patos ou roedores (como hamsters) podem desencadear alergias a pessoas com predisposição.
  • Cachorros e gatos podem morder ou arranhar.

    Outros aspectos que devem ser levados em consideração são:– Tenho espaço adequado para o animal que desejamos?
    Não é a mesma coisa ter uma tartaruguinha do que um cachorro. Por isso, observe o tamanho e as necessidades do animal.– Consigo dar conta dele todos os dias?
    Os animais de estimação, assim como as crianças, precisam de atenção e cuidados contínuos.– O que acontecerá nas férias se formos viajar? Poderemos levá-lo conosco ou teremos quem cuide dele?
    Se forem a um hotel, é bom verificar se aceitam animais ou se forem ficar em casa alugada, vale conferir se animais são bem-vindos.

Observando os dois lados da balança, os benefícios que se tem ao ter um mascotinho para a família e as responsáveis inescapáveis, já estamos prontos para escolher e evitar situações de abandono ou maus- tratos.

E, por último, vale lembrar que os animais de estimação podem ser adotados (ao invés de comprados), de modo que além da alegria de ter um bichinho em casa, damos às crianças uma lição de solidariedade e responsabilidade.

Termino este texto com um vídeo da revista Crescer que entrevistou uma veterinária pedindo a ela sugestões de animais de estimação para dar para as crianças e quais cuidados que devemos ter com cada um deles.

 

Publicado originalmente em bebesymas.com.  Tradução e adaptação livres: Mãe Só Tem Uma. Os direitos Autorais no Brasil são regulamentados pela Lei 9.610. A violação destes direitos está prevista no artigo 184 do Código Penal. Este artigo pode ser publicado em outros sites, sem prévia autorização, desde que citando o autor e a fonte. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook User Timeline

Close
homepage